Quer mais este assunto nerd? Nos visite diariamente.

Watchmen S01EP08: “A God Walks Into a Bar”

Contém spoiler, se for alérgico, evite o texto antes de assistir o episódio.

“Todos nós somos marionetes, Laurie. Eu sou apenas a marionete que consegue ver as cordas” Dr. Manhattan.

O último capítulo de Watchmen fecha uma série fantástica com um final épico.

Estou escrevendo esta crítica, e estou perplexo, olhando para a tela da minha TV, enquanto passam os créditos finais do último episódio.

O Dr. Manhattan se empolgou com o primeiro episódio de Game of Thrones e xingou o final, tudo ao mesmo tempo.

Ele consegue porque não é mais humano, mas se apaixona por humanas, algo que os antigos deuses do Olimpo faziam com certa frequência.

Quando entra no bar para se encontrar com Ângela, já sabe que irá se apaixonar por ela, porque o passado, o presente e o futuro mesclam-se em uma única realidade, e ele já está casado, com filhos e pagando boletos.

Complicado, assim como física quântica é complicada para um pato.

Não é culpa do pato, está além de sua compreensão.

E o que uma mulher faz quando um deus decide beber uma cerveja e a convida para um encontro?

Não acredita, é claro.

É o que Ângela, ou pelo menos aquela que está sentada no bar, faz durante todo o episódio, duvida que está diante do verdadeiro Dr. Manhattan.

Homens, mesmo os azuis não são confiáveis.

Ele não estava em Marte?

Não, ele passou por lá, como vimos na HQ, mas não fixou moradia, preferiu Europa, uma lua de Júpiter, onde se dedicou a criar vida.

Eu coleciono quadrinhos, ele cria vida, cada um com seu passatempo.

Depois de 20 anos, entediado com sua criação, ele volta para a Terra, onde se encontra com Ângela, já sabendo que vai se dar bem.

A cor azul é um empecilho, seria difícil ir ao cinema e não chamar atenção, então, Manhattan adota o corpo de um homem que já morreu, que está no necrotério e que será cremado, pois não tem família.

Espere só um instante, estou explicando para você no final do texto que o Dr. Manhattan não seria capaz de evitar a sua prisão.

Ok, desculpe, já podemos voltar.

Mulheres são complicadas, vigilantes mascaradas ainda mais.

O Dr. Manhattan poderia se apaixonar por uma mulher menos complicada?

Não, não poderia, e Ângela não gosta disso, não gosta de saber que ele já sabe de tudo que irá acontecer, que ele está lá e aqui, ontem e amanhã.

Se parar para pensar, até que faz sentido, porque se isso é verdade, então ele está transando com Janey Slater, Laurie Blake e Ângela, tudo ao mesmo tempo, um suruba temporal.

Ele, então, procura por Adrian Veidt na Fortaleza da Solidão, e pede sua ajuda para deixar de enxergar o tempo da forma como enxerga.

Sabe aquele papo de que o homem mais inteligente do mundo não significa mais do que o cupim mais inteligente? Pois é, parece que o jogo virou, não é mesmo?

Veidt já superou o pequeno mal-entendido onde tentou matar o Dr. Manhattan, e decide ajudar o velho amigo com seu intuito de abandonar a divindade. Ele lhe entrega um pequeno círculo feito de um material que, uma vez colocado em seu cérebro, o fará perder os poderes, as memórias e finalmente transformar-se em humano.

Calma, tem backup, para voltar a ser deus, basta rachar o crânio feito um coco e remover o círculo.

Como recompensa pela ajuda, Manhattan realiza a vontade de Adrian e o envia para o paraíso em Europa. Sim, descobrimos que foi o próprio Ozymandias quem pediu para ser transportado para lá, o que logo se mostrou uma péssima ideia.

“O paraíso não basta, porque o paraíso não precisa de mim”

Voltamos para o final do episódio anterior, quando Ângela se vê obrigada a matar Carl, o seu marido, removendo o pequeno círculo e devolvendo a memória ao Dr. Manhattan.

A Sétima Kavalaria pretende captura-lo.

O Dr. Manhattan sabe como tudo ocorrerá, mas não impede.

Por que?

Ele não pode impedir o que já está acontecendo.

Ele já foi capturado.

O destino da humanidade agora parece residir no Relógio do Milênio e em Lady Trieu.

É domingo, dia 15 de dezembro, e eu estou estourando pipoca para assistir o último episódio de Watchmen.

E se você estiver ansioso pelo episódio, a HBO lançou um trailer.

você pode gostar também