Quer mais este assunto nerd? Nos visite diariamente.

Rick & Morthy 4X10 – Star Mort Rickturn of the Jerri

Mais um fim de temporada.

É interessante ver como este não só espelha o fim da temporada anterior como debocha da grande pergunta da temporada: Beth é um clone?

A resposta é… Sim, tem um clone. O ponto é que nenhuma das duas sabem se é a verdadeira.

O episódio não gasta muito tempo com explicações e nos introduz a uma Beth paralela que está enfrentando a nova Federação Galáctica e se tornou mais importante ou pelo menos mas procurada que seu pai.

Isso mata a vaidade, né?

Como a paralela traz a guerra para seu mundo natal, todos precisam lidar com as consequências desta atitude, inclusive a Beth que continuou a vida familiar. O interessante é que vemos a volta do Pessoa pássaro, que agora atende como Pessoa Fenix e de Tammy, sua esposa adolescente.

A dinâmica dos personagens durante os episódios é interessante. Mais uma vez vemos Morthy e Summer funcionando juntos, o que deu espaço para que Rick e as duas Beth resolvessem suas questões e Jerry… continuasse o mesmo idiota de sempre.

Summer, aos poucos está conseguindo alguma visualização e se tornando um personagem mais importante ao longo das aventuras. Como Morthy parece estar se distanciando um pouco do avô, aproxima-lo da irmã é uma saída interessante. Mesmo não sendo muito inteligente, ele acaba servindo como um parceiro menos verde.

O questionamento sobre a paternidade permeia todos os momentos do episódio. Rick supostamente clonou sua filha e permitiu que ela o abandonasse e vivesse suas próprias aventuras. A grande verdade é que nem ele sabe qual é qual e até bem pouco tempo, sequer se importava com isso. Ele só queria que a filha pudesse viver seus dois mundos sem a culpa de ter abandonado o que realmente importava.

No final, ser a Beth acabou não sendo importante para nenhuma das duas.

O episódio é recheado com referencias de Star Wars, a começar pelo título e pelo conceito. Eles tiveram de invadir uma versão da Estrela da Morte para salvar alguém e acabam lutando com o Pessoa Pássaro, que funciona como o Darth Vader da vez. A ação é interessante e o deboche também, principalmente a piada com a Wrangler, aquela marca de Jeans.

Foi um fm de temporada bem agradável e interessante que respondeu muitas perguntas.

Que venha a quinta temporada.

você pode gostar também