Quer mais este assunto nerd? Nos visite diariamente.

Por que eu não gosto do GreenPeace

 

                Demorou, mas caiu a máscara desses vagabundos.

                Quando eu era jovem eu achava legal o GreenPeace (o GreenPeace é tão antigo assim?). Eu até participei de um daqueles abaixo-assinado para salvar baleias.
                E por muito tempo, essa imagem do GreepPeace como salvador da natureza e protetor dos animais continuou para mim.

                Até que, exatamente por conta das baleias, eu comecei a suspeitar de algo.
                Na série Whale Wars, uma ong tinha um barco, que eles utilizavam para sabotar a caçada de grandes baleeiros.
                É uma série muito legal, você acompanha o planejamento com vários equipamentos de rastreio, as ações com vários botes de assalto, e os relacionamentos entre a tripulação.
                Geralmente as ações falhavam vergonhosamente, mas a edição contava a história de uma maneira que parecia ter sido um sucesso.
                E tinha toda a tripulação e equipamento envolvido em semanas de altas aventuras.

                Mas quem será que pagava por isso?

                Não era um bando de criança que participava do Sea Shepard. Os caras precisavam retirar seu sustento de algum lugar. E ainda tinham as despesas jurídicas quando acabavam as badernas em alto mar e eles voltavam para o porto.

                E o GreenPeace segue pela mesma linha, não com tantos equipamentos, mas com uma ação global e uma grande equipe envolvida.
                Será que as doações pagam as contas dessa turma? O pessoal está com tanto tempo sobrando assim para defender a natureza? Ou tem algum interesse maior patrocinando essa brincadeira da galera?

                Eu vou mais pela segunda linha: Ou o GreenPeace é safado ou é tapado.
                O ativismo deles é seletivo. Depende de quem está no alvo de desestabilização política de quem paga as contas.

                Vamos analisar o recente vazamento de petróleo na costa nordestina brasileira.
                Já temos semanas de vazamento, e somente agora o GreenPeace fez sua gracinha a respeito: Um protesto bem sujismundo na sede do governo brasileiro.
                Aliás, sempre teve um carnaval midiático quando ocorre algum acidente ambiental de porte até menor do que esse, mas dessa vez estava até parecendo que os jornalistas não estavam enxergando o problema.
                Ou será que a origem do problema é que não é interessante para a turminha que está encravada no jornalismo nacional e internacional?

                O petróleo é venezuelano, alguns bobinhos falavam em atentado terrorista da Venezuela, e tinha ficado por isso mesmo. Ninguém botou o pau na mesa para apontar: “A culpa é sua!”.

                Um jornalismo sério, e uns jornalistas um pouquinho mais inteligentes (ou menos safados), já teriam analisado as análises sobre o vazamento do petróleo para juntar as peças e descobrir que deu merda em um dos petroleiros sucateados da Venezuela que estava fazendo contrabando de petróleo do próprio país.

                Sim, não satisfeitos em escravizar toda uma nação, os governantes estão roubando o fruto da terra Venezuelana, vendendo “por fora” a produção das estatais venezuelanas para algumas ditaduras africanas que não cobram nota fiscal.
                (Essa parte é uma suposição minha, mas alguém tem uma explicação melhor?)

                É um crime ambiental que pode levar a um crime da turminha do Maduro, e ninguém mexeu um dedo para resolver a situação, principalmente o frouxo do presidente Bolsonaro (não prenderam aquele caralha daquele Queiróz ainda? Provavelmente porque libertar o Lula é mais importante, né galera do STF?).

                Ah, teve gente que mexeu dedinho para resolver a situação sim. O Ministério do Meio Ambiente está tentando organizar a bagaça, e vários voluntários locais estão se sujando para tentar recuperar as praias, que são o único sustento daquela região, mantida na miséria por décadas só para manter o coronelismo político que reina na região (você sabe o que é coronelismo, né? A não ser que você pretenda votar no Ciro Gomes, aí você não sabe mesmo o que é coronelismo).

                E o GreenPeace fez o quê?
                Cagou toda a fachada do Palácio do Planalto com 6 TONELADAS de madeira, lona, plástico e TINTA PRETA!!!!
                Putacoparil!!! Como é que um grupo, que se diz ambientalista, tem a manha de gerar 6 TONELADAS de lixo não reciclável só para aparecer na Globo?!?!?
                E não estamos contando a caralhada de produtos químicos que vão gastar para desencardir a porra do mármore da fachada do palácio que esses defensores do meio-ambiente sujaram.

                E o pior, não sei se informaram para eles, mas o Palácio do Planalto é sede do governo brasileiro. O responsável pelo vazamento é o GOVERNO VENEZUELANO!!!
                É como se você fosse vizinho de uma fábrica de tintas, a água da limpeza deles desce pela sua calçada, e a prefeitura multa você pelos bueiros entupidos na parte de baixo do quarteirão (nem sei se tinta entope bueiro, foda-se, você entendeu o exemplo).

                Por falar em Venezuela, você já ouviu falar do Lago de Maracaibo?

                Parece que o GreenPeace também não. Seria interessante você conhecer para evitar que você bata palmas para terroristas.

https://www.youtube.com/watch?v=HN5-00ET6rQ
você pode gostar também