Não Assistimos

O Auto da Boa Mentira (2021)

Você gosta de Ariano Suassuna?

Talvez você não ligue o nome a pessoa, mas se você se divertiu com as aventuras de João Grilo e do Chicó na série/filme “O Auto da Compadecida”, Suassuna é um velho conhecido, mesmo que você não saiba disso.

Só não espere uma repetição dos exageros teatrais ou do tom farsesco. O humor de o Auto da Boa mentira é mais contido, fino até, mas com a ironia e o deboche que marcam o estilo do autor.

O filme é composto por quatro histórias inspiradas situações vividas por Suassuna, inclusive, vemos entrevistas que mostram a origem de alguns dos conceitos e situações as quais somos apresentados nas quatro histórias inspiradas em mentiras funcionais que tem ou não um final feliz.

Por ser um trabalho a oito mãos, envolvendo quatro roteiristas, cada um com seu estilo, sendo um deles o próprio Suassuna, coube a José Eduardo Belmonte a árdua porém deliciosa função de transliterar essas ideias e transformar o que seria uma colcha de retalhos num produto homogêneo. E é interessante reencontrar atores que andavam sumidos da mícia como Cássia Kiss, Serjão Lorosa, Rocco Pitanga, Jesuíta Barbosa Jackson Antunes e Johnny Massaro. E bem, temos Leandro Hassum e Nanda Costa que apesar de tentarem uma carreira internacional, sempre arranjam tempo para participar de projetos em sua língua pátria.

Outro ponto interessante é ver que da mesma forma que existem diferentes tipos de mentiras, o filme tem diferentes tons e os atores parecem ter sido escolhidos a dedo para o segmento que participam.

Hassum, por exemplo, é o protagonista de uma autoparódia. Ele interpreta um contador decadente que é confundido com um comediante que era mais engraçado quando era gordo e que graças a essa confusão, se envolve com o personagem de Nanda. Das quatro mentiras, essa é única que te obriga a usar o conceito da suspensão da descrença. As outras mostram a busca pelo verdadeiro pai, a tentativa de ter um cargo melhor na empresa e um mentiroso gringo que faz acaba passando por uma saia justa numa favela, poderiam ser causos contados em mesa de bar. Esse filme é perfeito pra quem gosta do escritor para quem quiser conhecê-lo ou pra quem quiser conhecê-lo e até pra quem só quer assistir a um filme leve e dar umas risadas sem compromisso.

O Auto da Boa Mentira (2021)

Sinopse:  

Dizem que mentira tem perna curta. Se isso é verdade, a bichinha corre rápido, viu! Em quatro histórias inspiradas em contos bem humorados de Ariano Suassuna, cada uma criada a partir de frases do poeta paraibano, conhecemos Helder (Leandro Hassum), Fabiano (Renato Góes), Pierce (Chris Mason) e Lorena (Cacá Ottoni), vivendo diferentes situações onde, ironicamente, a mentira é sempre a protagonista. 

Elenco:  

FAMA      

Leandro Hassum –   Helder  

Rocco Pitanga    Lúcio  

Nanda Costa    Caetana  

Giselle Batista    Wheydja  

Michelle Batista    Whemitta  

Mariana Bassoul    Recepcionista  

Arilson Lucas    Assistente de Palco  

Erlene Melo    Alguém no Hotel  

Paulo Roque    Outro Alguém no Hotel  

David Felix    Bartender  

Rafael Ritto    Fã Hotel  

Mariana Ruggiero    Hostess Bar  

Bruce Brandão    Hugo  

Raul Franco    Mais Outro Fã  

Alê Marinho    Segurança dos Computadores  

Lais Carvalho    Uma Fã no Hotel  

Zévitor Antunes    Outro Fã no Hotel  

VIDENTE      

Renato Góes    Fabiano  

Matheus Dantas    Fabiano Criança  

Cassia Kis    Luzia  

Jackson Antunes    Palhaço Romeu  

Romulo Marinho    Homem Mau  

Carlos Gregório    Profeta  

Flávia Prosdocimi    Luzia Jovem  

Andrely    Mágico  

FURÃO      

Chris Mason    Pierce  

Serjão Loroza    Zeca  

Jesuita Barbosa    Chefia  

Marcelo Magano    Pirrainha  

Duda Senna    Filha do Chefia  

Bruno Bebiano    Sueco  

Vanessa Rocha    Mulher da Comunidade  

DISNEY      

Cacá Ottoni    Lorena  

Luis Miranda    Norberto  

Johnny Massaro    Felipe Porto  

Leo Bahia    Estagiário Matheus  

Letícia Novaes    Josi  

Letícia Isnard    Liliana  

Karina Ramil    Mariana  

Rodrigo Garcia    Pedro Vargas  

Silvio Guindane    Wagner Mello  

Juliana Poggi    Professora de Lorena  

Ficha Técnica:  

Produção Executiva: Cine Group: Fatima Pereira, Luciana Pires, Mônica Monteiro      

Produtor Associado: Guel Arraes  

Direção: José Eduardo Belmonte  

Roteiro: João Falcão, Tatiana Maciel, Célio Porto  

Produção Executiva: Rômulo Marinho  

Direção de Fotografia: Kika Cunha  

Montagem: Quito Ribeiro, ZéPedro Gollo  

Edição de Som e Mixagem: Ricardo Cuts  

1˚ Assistente de Direção: Julia Moraes  

Direção de Arte: Daniel Flaksman  

Figurino: Ana Avelar  

Maquiagem: Uirandê Holanda  

Produção: Cinegroup  

Coprodução: Globo Filmes  

Distribuição: Imagem Filmes  

Classificação indicativa: 12 anos 

Alexandre D´Assumpção

Segundo o Guia do Mochileiro das Galáxias, Alexandre D’assumpção, ou The Sumpa, é praticamente inofensivo. Apesar de todas as lendas a seu respeito, ele é apenas um professor Nerd, redator, roteirista de quadrinhos e audiovisual que nos anos 80 pediu carona para uma cabine azul e desde então, tem vivido suas aventuras através do espaço/tempo. Para facilitar a viagem, tornou-se mestre Zen na arte de ter um rosto tão comum que todos sempre o cumprimentam imaginando se tratar de outra pessoa; normalmente ele mesmo. Dono de uma péssima memória, ele nunca se lembra de detalhes importantes como rostos, grupos que passou nem dos inimigos que ameaçam sua vida, o que é péssimo quando ele os encontra em becos escuros. Sua toalha é customizada e ostenta a máscara da Iniciativa Gambate, empresa criada por ele para levar a cultura Pop a todos aqueles que dela precisarem, estejam onde estiverem. De tempos em tempos ele reverte a polaridade de sua chave de fenda sônica e leva algum compannion para passeios transmídia, seja em eventos, festivais ou programas de TV. No caso de um avistamento, principalmente se The Sumpa for a personalidade dominante, espere o inesperado e corra para sobreviver.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo