Quer mais este assunto nerd? Nos visite diariamente.

Não assistimos: Rick and Morty – Quarta Temporada

Não, não tem spoiler nesse texto, ou talvez tenha um pouco, seu fresco, leia por conta e risco.

Eu sou o Fernando C785-H.

Existem milhares de realidades alternativas, e na maioria delas, você está lendo esta crítica sobre a quarta temporada de Rick and Morty, e deixa eu te dizer uma coisa, isso não faz o menor sentido.

Quero dizer, vejamos os dois cenários possíveis aqui; se você não assistiu, então não deveria procurar a opinião de outra pessoa, vai lá e assiste a droga da série de uma vez, para depois decidir por conta própria se ela vale ou não a pena, e spoiler, é Rick and Morty, é lógico que vale a pena.

Acha que a série tem 4 temporadas à toa?

Apesar de que Grey´s Anatomy já está na 16ª temporada, então esquece o que eu disse.

Se já assistiu, então está fazendo o que aqui?

Vou supor que seja um adulto da espécie e de que não precise da opinião de um “especialista” para abalizar a sua.

Vou te contar um segredo, não espalha, falou? Esses críticos não passam de primatas inseguros e loucos por atenção. Ei, olhe para mim, eu sei tudo sobre cinema e séries, leiam o que eu penso a respeito.

O que?

Ah, está bem, a série, vamos mesmo insistir por esse caminho.

Deixa eu abrir uma cerveja e já te conto.

Nenhuma surpresa, ok? Na quarta temporada, Rick continua sendo uma mistura de Doctor Brown com Doctor Who e alcoolismo, Morty é o mesmo chato reclamão, Jerry é um idiota completo, e por aí vai, nada mudou.

Sim, ainda tem uma pancada de referências à cultura pop, que só um Nerd classe Z conseguiria pescar, incluindo Akira, D&D, Exterminador do Futuro e até mesmo o filme Onze Homens e um Segredo, que vamos combinar, não é tudo isso, força a barra com todas aquelas reviravoltas e ainda por cima, teve todas aquelas continuações desnecessárias.

Os episódios têm aquele toque de insanidade misturado com questionamentos filosóficos, tipo, ei, será que eu devo guiar toda minha vida de acordo com o final que eu quero para ela?

Perder a viagem se preocupando com o objetivo, sacou? Sendo que essa parada de controlar cada aspecto de nossas vidas é pura ilusão.

E o episódio da privada, puta que pariu, você tem que assistir ele. Manja aquelas pessoas que transformam algo que não é nada demais em um evento majestoso, cheio de pompa e tudo mais?

Sim, senhor, Rick and Morty é entretenimento do bom.

Dragões não são tão legais quanto parecem, você não deve sair do carro se pedirem para que você não saia, e, deixa eu ver, ah, sim, Ricky morre!

Morre um monte de vezes, um monte mesmo.

Ah, para, isso não é spoiler, ele já morreu em vários episódios e sempre volta.

É lógico que ele sempre volta, se o Ricky bater as botas de vez, a série vai ter que se chamar apenas Morty, e não teria a menor graça, quero dizer, quem iria assistir uma série chamada “Morty”.

Falando nisso, a Netflix liberou apenas os cinco primeiros episódios da quarta temporada, e não adianta espernear porque os outros cinco só saem em 2020.

É, a realidade pode ser um porre, acostume-se.

Se não tem o que assistir, assiste BoJack Horseman, é uma série sobre um cavalo com problemas de depressão e abuso de drogas.

Eu conheci um cavalo assim na dimensão C-678, gente boa.

Quer saber, fui, quando saírem os outros cinco episódios procurem outra pessoa para falar a respeito.

https://youtu.be/Rw6BrzB1drs
você pode gostar também