Quinta série

Loki 1X06 – Por todo o tempo. Sempre.

O final satisfatório mais insatisfatório que já vi.

Por todo o tempo. Sempre é o final satisfatório mais insatisfatório que eu já vi.

Nem é porque sabemos que para se ter uma segunda temporada, é necessário criar ganchos e deixar pontas soltas para que a história ande, mas porque nos deu o que queríamos, mesmo não sendo da forma que queríamos.

Mefisto:

Sim, as teorias se concretizaram e a internet ficou em polvo rosa. Foi o mefis… Kang e mais ninguém. A Marvel finalmente deu o que queríamos. Será?

Por todo o tempo. Sempre não foi bem assim. O episódio não deu nome aos bois, só nos mostrou o ator Jonathan Majors interpretando um personagem não identificado que faz revelações bem abertas. Quem não lê quadrinhos nunca vai saber de quem se trata ou do que ele está falando.

Se você lê e entendeu a referência, sai um pouco frustrado e vai reclamar que Por todo o tempo. Sempre poderia ter revelado que aquele é Immortus, o senhor do limbo contando a história do nascimento do Conselho dos Kangs.

Outra frustração? Do jeito que foi colocado no roteiro, o fato de Nathaniel Richards ser um ponto fixo no tempo que caso morresse, seria substituído por outra variante, ficou parecendo papo kardecista de reencarnação.

Será que no MCU o Kang é um tipo de Exu que você convoca batendo uns atabaques? Estranho, né?

Outra questão foi a caracterização. Será que vão requentar a personalidade do Grão-Mestre do Jeff Goldblum por todo o tempo, sempre que introduzirem personagens antigos e poderosos? Você fica velho demais, se entedia e pira na batatinha e é só isso?

Essa vilania PG-13 deixou o personagem parecendo um vilão das séries do Dan Schneider. Como sua maldade não convence ninguém, temos aceitar sua palavra de que apesar disso, ele é um vilão perigoso.

Mas… e se ele estiver mentindo?

Arcos concluídos, porém abertos.

Se essa série só tivesse uma temporada, esse seria um final frustrante. Finalmente conseguimos tudo que queríamos, mas não da forma que queríamos.

Ravonna se safou e recebeu um salvo conduto para encontrar o criador, Sylvie conseguiu chegar ao fundo da situação, mas não encontrou a verdade…

Duas questões levantadas por “Todo o tempo. Sempre”:

Entre mentirosos, a verdade é superestimada e Loki e Sylvie vivem uma comédia romântica. Se as coisas não se acertaram pros dois é porque a história ainda não acabou. Dentro do esquema desse tipo de roteiro, o casal se conhece, se detesta, briga o tempo todo, se entende, se separa e depois se reúne novamente para o “Felizes por todo o tempo. Sempre”.

Reconhece a estrutura do relacionamento dos dois?

Alias… sendo os dois “a mesma pessoa”, como se aplica esse relacionamento? Seria narcisismo, masturbação ou amor-próprio. Qual metáfora devo usar para descrevê-los?

Olha, a Sylvie é a personagem de inclusão que a gente admira. A equipe criativa de Doctor Who deveria assistir essa série, que sequer esconde o fato da série britânica ser uma das suas inspirações.

De longe, a Sylvie foi a melhor personagem feminina criada para o MCU. Enquanto os arcos de todas as outras depende de personagens específicos e de situações derivadas de algum filme do estúdio, o dela é autocontido e único.

Sylvie já foi criada para ter mais carisma e profundidade do que suas predecessoras.

Sylvie… queremos você aqui na próxima temporada.

Eu, eu, eu… Ravonna se escafedeu!

Bem, outra que deve retornar na próxima temporada é a Ravonna, que nos quadrinhos, é o interesse amoroso de Kang. Ela recebeu as informações que precisava pra sair a francesa no meio da confusão.

O que o futuro reserva pra juíza que quer se unir ao criador da AVT? Quem sabe? Vamos ter de esperar próxima temporada.

Novas dinâmicas:

O mesmo vale pra saber como será a nova dinâmica de Loki e Mobius. Owen Wilson brilhou muito nessa série.

A pergunta que não quer calar: será que veremos o Justice Peace em algum momento da série? Por mais que ele lembre o Juiz Dredd, a estrutura de agentes da AVT é muito genérica e precisa de uma identidade.

O que aprendemos com essa série?

Por todo o tempo. Sempre nos provou que até um relógio quebrado acerta duas vezes ao dia. A teoria do Kang estava parcialmente certa.

Você está feliz com o que a série entregou? Essa estrutura de introduzir o grande vilão só no fim da temporada e de uma forma meio sem graça, a série acabou funcionando bem. Normalmente, esse tipo de gancho funciona pra introduzir o problema que o personagem enfrentará na próxima temporada e Loki deixou uma quantidade boa de pontas soltas.

Pontas soltas que não comprometem o arco dessa temporada. Se você gostou e quer ver o que acontece depois disso, O.K. Não gostou? A Marvel te entregou uma série compreensível que não depende de mais informações para funcionar.

A segunda temporada só vai te mostrar as consequências dos eventos da primeira, o que só vai atrair os que gostaram do que viram. Quem se frustrou não precisa acompanhar.

Gostou de Por todo o tempo. Sempre? Não? Talvez? Comenta aí e bora conversar sobre o que gostamos.

Alexandre D´Assumpção

Segundo o Guia do Mochileiro das Galáxias, Alexandre D’assumpção, ou The Sumpa, é praticamente inofensivo. Apesar de todas as lendas a seu respeito, ele é apenas um professor Nerd, redator, roteirista de quadrinhos e audiovisual que nos anos 80 pediu carona para uma cabine azul e desde então, tem vivido suas aventuras através do espaço/tempo. Para facilitar a viagem, tornou-se mestre Zen na arte de ter um rosto tão comum que todos sempre o cumprimentam imaginando se tratar de outra pessoa; normalmente ele mesmo. Dono de uma péssima memória, ele nunca se lembra de detalhes importantes como rostos, grupos que passou nem dos inimigos que ameaçam sua vida, o que é péssimo quando ele os encontra em becos escuros. Sua toalha é customizada e ostenta a máscara da Iniciativa Gambate, empresa criada por ele para levar a cultura Pop a todos aqueles que dela precisarem, estejam onde estiverem. De tempos em tempos ele reverte a polaridade de sua chave de fenda sônica e leva algum compannion para passeios transmídia, seja em eventos, festivais ou programas de TV. No caso de um avistamento, principalmente se The Sumpa for a personalidade dominante, espere o inesperado e corra para sobreviver.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo