Quinta série

Loki 1X05 – Jornada ao Mistério (2021)

Jornada ao Mistério é um episódio incrível

Jura? Mas o episódio não revelou nada…

Será?

Em Jornada ao MistérioDescobrimos que o lugar para onde os personagens vão quando a AVT dá descarga é o vazio, que é guardado por Alioth, um monstro em forma de nuvem. Isso prova que por mais que a agência esteja mentindo, no final das contas, o lugar acaba cumprindo a função.

No final, Alioth garante que os personagens acabem morrendo e as coisas correm como deveriam.

Protagonismo:

Sou só eu ou a Sylvie virou a protagonista da série? Desde o seu surgimento, ela foi crescendo aos poucos, e em Jornada ao Mistério, ela acabouassumindo um papel muito mais importante e decisivo. Ela é alguém que deve ser ouvido. Amado também, claro. Por mais que isso gere várias interpretações, entre elas, um amor transgênero, algo que agrada aos fãs modernos.

Sinceramente? Espero que a Sylvie sobreviva a essa temporada e a Marvel nos brinde com mais momentos dela. Independente das motivações por trás de sua criação, ela é um dos raros exemplos de personagem de representatividade realmente interessante.

Kid, clássico, Sylvie e outros Loki de Montão

Em Jornada ao Mistériotivemos Lokis para todos os gostos e um momento em que o clássico, interpretado pelo Richard E. Grant brilhou. Seria idiota ter um ator desse quilate e não dar o protagonismo pra ele em algum momento. Como o Vazio é a latrina da AVT e já sabíamos que o que eles mais caçaram foram Lokis alternativos.

O tão anunciado Presidente Loki acabou sendo uma piada de uma cena só, infelizmente, mas fez sentido. O episódio não era sobre ele. Também não foi sobre o jacaré, mas ele teve um bom tempo de tela.

Litrão:

Alias… Você percebeu a piada “o meu é maior que o seu”? Na hora que todos estão bebendo vinho, os Lokis tinham taças de diferentes tamanhos e a do nosso só não foi menor que a do Kid, que estava bebendo uma caixinha de suco.

Você sabia que a portentosidade do Tom Hiddlestom foi podada digitalmente ao longo da série?

A grande decepção:

Enquanto os Lokis fazem sua jornada ao mistério, nos decepcionamos ao ver que o episódio retém as informações que tanto queremos.

Desculpa, crianças… Mephisto não saiu pra brincar e o vilão dessa série também não, pelo menos nesse episódio que acabou nos trazendo algumas perguntas. Duvida? Reparou que o episódio gastou muito tempo tentando nos fazer questionar qualé a do Loki jacaré e que mostrou muitas vezes aqueles perus com cabeça de bolinha?

Pode não ser nada, mas isso deixou os teoristas felizes. O mesmo não pode ser dito da Ravonna Ranslayer. Ao que parece, ela era só o peão melhorado num grande jogo cuja motivação ela ainda desconhece. Como ela odiou ser colocada nessa posição, veremos as consequências disso no último episódio. Será que ela está sendo sincera ou tem algo a esconder?

Kang não saiu pra brincar, mas será que não vimos algo ligado a algum de seus aspectos?

Chronopolis:

Repararam que no momento em que Mobius e Sylvie tem seu momento Velozes e Furiosos aparece uma esfinge?

Um dos aspectos de Kang é o Faraó Rama-Tut, uma versão mais velha do Kang que se cansa das aventuras e toma um tempo pra pensar na vida. Nesse meio tempo, ele assumiu a liderança lá do Egito antes de ser contatado pelos Guardiões das linhas temporais e se tornar Immortus, o mestre do Limbo que mora em Chronopolis, um lugar onde todos os tempos acontecem simultaneamente.

Ele viaja para o passado numa máquina do tempo em forma de pirâmide.

Diferente do que foi mostrado na série, Alioth é uma criatura que devora realidades temporais e Chronopolis é o único lugar que a criatura não consegue destruir.

Em Jornada ao Mistério, a criatura mais parece o guardião dos portais da cidade dominada pela versão do Kang que obedece aos Guardiões Temporais. Só que bem… na série, eles são robôs e isso pode ir para outros canto.

Nos quadrinhos, a AVT também não é ligada ao Kang e tem outras funções.

Conclusão:

É nesse ponto que Loki, Sylvie e a Juíza Ranslayer (cada um com suas motivações) fazem sua Jornada ao Mistério. Qual a verdade por trás da AVT? Descobriremos tudo isso e muito mais no último episódio.

Alexandre D´Assumpção

Segundo o Guia do Mochileiro das Galáxias, Alexandre D’assumpção, ou The Sumpa, é praticamente inofensivo. Apesar de todas as lendas a seu respeito, ele é apenas um professor Nerd, redator, roteirista de quadrinhos e audiovisual que nos anos 80 pediu carona para uma cabine azul e desde então, tem vivido suas aventuras através do espaço/tempo. Para facilitar a viagem, tornou-se mestre Zen na arte de ter um rosto tão comum que todos sempre o cumprimentam imaginando se tratar de outra pessoa; normalmente ele mesmo. Dono de uma péssima memória, ele nunca se lembra de detalhes importantes como rostos, grupos que passou nem dos inimigos que ameaçam sua vida, o que é péssimo quando ele os encontra em becos escuros. Sua toalha é customizada e ostenta a máscara da Iniciativa Gambate, empresa criada por ele para levar a cultura Pop a todos aqueles que dela precisarem, estejam onde estiverem. De tempos em tempos ele reverte a polaridade de sua chave de fenda sônica e leva algum compannion para passeios transmídia, seja em eventos, festivais ou programas de TV. No caso de um avistamento, principalmente se The Sumpa for a personalidade dominante, espere o inesperado e corra para sobreviver.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo