Quer mais este assunto nerd? Nos visite diariamente.

Lembra disso? Agente 86

Maxwell Smart segue em missão contra a C.A.O.S.

A série que levou Don Adams ao estrelato merece ser lembrada.

Como sempre sabemos que todo personagem é o preferido de alguém e que muitos personagens antigos têm cada vez menos chances na mídia, continuamos nossa missão de relembrar personagens e séries de nossa infância e juventude.

Se você tem uma certa idade, o nome Mel Brooks lhe traz boas lembranças. Seja como o insano tio Phil de Mad About You ou como roteirista e diretor de filmes como Os Produtores, Alta Ansiedade, O Jovem Frankenstein e Banzé no Oeste.

Pergunta de prova: Ele criou uma série de TV famosa. Qual foi?

Agente 86 foi a série que levou o comediante Don Adams ao estrelato.

Lembra da música tema do personagem e daquela abertura/encerramento com as portas se abrindo? Entregou sua idade? Esquenta não, a série passa até hoje e você pode dizer que viu uma das reprises.

Criada por Mel Brooks e Buck Henry, a série, que muitos dizem ter sido uma resposta ao James Bond, estreou em 18 de setembro de 1965 na NBC (que exibiu suas quatro primeiras temporadas) e era uma paródia não só do mais famoso agente Britânico do mundo, mas de todas séries de espionagem que explodiram durante a Guerra Fria.

Segundo Henry, eles criaram o show a pedido de Daniel Melnick, que queria uma série centrada num personagem que fosse uma mistura de James Bond com o Inspetor Closeau.

O trio principal da série eram: Maxwell Smart (Adams), a Agente 99 (Barbara Feldon) e Thaddeus, o Chefe(Edward Platt). Os três trabalhavam para o C.O.N.T.R.O.L.E, agência de contraespionagem do governo americano que luta contra a K.A.O.S., agência inimiga que abrigava os vilões da série. Por mais que a dupla tenha se tornado icônica, a 99 apareceu alguns episódios após o lançamento. Anteriormente, o parceiro do personagem era o Agente Canino, só que devido aos problemas com o adestramento, o cachorro acabou sendo substituído por Feldon cujo personagem, que era bem mais inteligente que seu atrapalhado parceiro,  cresceu  tanto ao longo da série  que acabou se casando com o 86.

Do lado do mal, tínhamos Herr Siegfried (Kopell) e seu lacaio desajeitado, Shtarker (Moody), além de uma série de vilões absurdos e engraçadíssimos.

Além de parafernálias como o Sapato fone e o Cone do Silêncio, a série gerou uma série de bordões populares, incluindo:

Você acreditaria…”, “Desculpe por isso, chefe”, “O velho truque (tal e qual)”, e “Pedi para você não me dizer isso”…

Quando estreou, a série meio que surpreendeu a todos devido ao tipo de humor inovador de seus roteiros, abrindo espaço para o surgimento de outros projetos semelhantes.

Ao longo das cinco temporadas da série original, eles tiveram a ajuda de vários agentes. Tinha o atrapalhado Larabee (Robert Karvelas), o Agente 13 (Dave Ketchum) e seus disfarces absurdos, o androide Hymie (Robert Karvelas), que foi criado pela K.A.O.S., mas mudou de lado, a Doutora Steel, química da equipe cujo laboratório ficava nos fundos de um teatro de revista onde ela trabalhava disfarçada de dançarina.

Em 1969, a CBS exibiu a última temporada da série, que acabou em 1970.

Algumas curiosidades sobre a série:

  • Don Adams quase ficou fora da série. Quando o piloto foi apresentado para a rede ABC, eles sugeriram que personagem fosse interpretado por Tom Poston. Os executivos queriam amenizar bastante o tom da série, deixando-a mais… família. A ideia era introduzir a mãe de Max e um cachorro simpático. Quando a série foi pra NBC, Brooks, que odiou o resto, manteve o Agente Canino,

  • Melnick conseguiu 7,5 mil dólares da emissora ABC para fazer um piloto do programa. A emissora não gostou. O produtor devolveu o dinheiro e apresentou o episódio-piloto para a NBC. Em 18 de setembro de 1965, estreava um dos seriados de maior sucesso da TV norte-americana;

  • A indicação do número 86 foi ideia de Mel Brooks. Ele trabalhava em um restaurante e o número indicava quando algum produto estava em falta. Para ele, em Maxwell Smart, faltava cérebro;

  • Andy Warhol fez uma ilustração de Barbara Feldon para a revista TV Guide;

  • A Editora Dell lançou uma quadrinização da série, que foi ilustrada por Steve Ditko, criador do Homem-Aranha,

  • Os fãs americanos ganharam cinco livros inspirados na série;

  • O nome verdadeiro da 99 nunca foi revelado;

  • No Brasil, o programa estreou em 1966, na TV Record. Mesmo depois do cancelamento da série em 1970, as reprises continuaram por aqui. Atualmente, é exibida na Rede Brasil.

  • A principal companheira de 86 era a Agente 99. Seu verdadeiro nome nunca foi revelado. Ela dizia que, antes de virar agente, era modelo.

  • Os dubladores brasileiros do seriado foram Bruno Netto, que emprestou sua voz ao Agente 86, e Ângela Bonatti e Aliomar de Mattos, que fizeram a Agente 99.

  • O equipamento de espionagem mais famoso de Max era o sapato fone, mas o arsenal do espião era enorme. Tinha também o cone do silêncio, aparelho que descia do teto para conversas reservadas. Só que, em funcionamento, um não conseguia escutar o que o outro estava dizendo. Ele usou exatos 198 equipamentos diferentes, o que incluía desde a “azeitona transmissora” até um “violino revólver”,

  • A Agente 99 não possuía a mesma quantidade de equipamentos que Max. Foram ao todo 29, de “unhas fone” até o “batom nocaute” ou “anel lâmina”,

  • Max e a Agente 99 viveram um atrapalhado romance. O grande beijo aconteceu no primeiro episódio da quarta temporada. Eles estavam presos em uma sala e acreditavam que seriam, finalmente, pegos pelos inimigos. Por isso, se declaram e se beijam, fantasiados de Charles Chaplin.

  • Vincent Price interpretou um vilão num episódio de 1966;

  • Ao todo, o Agente 86 estrelou 138 episódios em 5 temporadas. Depois do final da série, o personagem apareceu em três filmes: “A bomba que desnuda” (1980), “Agente 86, de novo?” (1988) e “Agente 86” (2008). Nos dois primeiros, Don Adams fez o papel que o notabilizou. Em 2008, o agente secreto foi interpretado por Steve Carell,

  • 86 e 99 se casaram em 1969 e no episódio final da série, é revelado que os Smart tiveram gêmeos, o que para muitos roteiristas da época, equivalia ao Felizes para sempre das fábulas infantis,

  • Devido ao sucesso do filme Agente 86… de novo (1989), tentaram ressuscitar a série em 1995. Na nova versão, Max era o Chefe do C.O.N.T.R.O.L.E,, 99 havia se tornado congressista e as missões iam para o filho dos dois, Zack Smart (Andy Dick), que conseguia ser ainda mais atrapalhado que o pai. Ele tem a ajuda da relutante agente 66 (Elaine Hendrix). A série durou apenas sete episódios,

  • Agente 86 foi a primeira série de TV a ter episódios inéditos lançados em todas as emissoras americanas.

Com o fim da série, Brooks migrou definitivamente para o cinema, onde fez todos os sucessos que lembramos. Don Adams até fez outros personagens, mas acabou ficando famoso como a voz do Inspetor Buginganga, personagem que dublou por muitos anos, já Barbara Feldon fez participações em várias séries e escreveu o livro em 2003.

Felizmente, o agente 86 nunca ficou muito tempo longe da TV e podemos matar as saudades sempre que quisermos, principalmente com a Internet ou com os Boxes da série que foram lançados a poucos anos.

Esperamos que você tenha gostado deste “Lembra disso”? Garantimos que é tão divertido para nós quanto é pra vocês.

você pode gostar também