Quinta série

Invencível 1X4 – Problemas em Marte

E chegamos ao quarto episódio de Invencível.

A série segue em riste e pronta para a ação, mesmo após quatro episódios… Desculpem o trocadilho, mas bem, O que esperar de uma série que foi inspirada num exercício de estilo do criador de The Walking Dead?

A história de Mark Grayson, o garoto que tem os mesmos poderes de seu pai, o Omni-Man e está sendo treinado para manter seu legado, que pode nem ser algo tão bom quanto ele imagina.

Seu pai está sendo investigado, suspeito de um crime que ele realmente cometeu e, bem… se você leu os quadrinhos sabe onde essa trama vai terminar, mas o bom e velho Nolan quer manter a normalidade e decide ir para a Itália com sua esposa enquanto o filho é convidado para ajudar um grupo de astronautas que estão numa missão em marte. Sim, é um desenho de ação e a história dá muito errado. Ele acaba tendo de se defender dos marcianos e dos parasitas que querem destruí-los. Antes de dar certo, tudo dá muito errado, mas ele consegue salvar o grupo, ainda que um dos parasitas volte com eles para a terra.

Se ele tem uma suposta vitória em seus feitos heroicos, em sua vida amorosa, a jeripoca pia. Seu relacionamento com Amber parece fluir, mas não poder contar seu grande segredo meio que atrapalha o casal, o que é um clichê desse tipo de história. Parte disse tem a ver com Atom Eve, que descobriu a traição de Rex Splode e está desgostosa com os homens e com o mundo.

Falando em decepções, Debbie, a matriarca da família Grayson está desconfiando de que o marido não é exatamente quem ele diz ser, por mais que ele tente desconversar sempre que o assunto da morte dos Guardiães Globais surge.

Falando neles, quais os planos do Robô? E quais os motivos secretos de Cecil, que pra encobrir a investigação sobre a vilania de Nolan devolveu Damien Darkblood (o Hellboy da vez) ao inferno.

Sinceramente? Mesmo que nada mais te interesse no Amazon Prime, Invincible vale os dez reais. É uma série redonda, com mistérios bem colocados, alguns óbvios demais, outros nem tanto. A história é interessante e adapta de forma quase fiel o material de Robert Kirkman, a animação é fluída e bem… posso ficar anos elogiando aqui, mas você pode assistir e descobrir por você mesmo.

Vai lá! Te garanto que você vai querer ver os outros episódios.

Alexandre D´Assumpção

Segundo o Guia do Mochileiro das Galáxias, Alexandre D’assumpção, ou The Sumpa, é praticamente inofensivo. Apesar de todas as lendas a seu respeito, ele é apenas um professor Nerd, redator, roteirista de quadrinhos e audiovisual que nos anos 80 pediu carona para uma cabine azul e desde então, tem vivido suas aventuras através do espaço/tempo. Para facilitar a viagem, tornou-se mestre Zen na arte de ter um rosto tão comum que todos sempre o cumprimentam imaginando se tratar de outra pessoa; normalmente ele mesmo. Dono de uma péssima memória, ele nunca se lembra de detalhes importantes como rostos, grupos que passou nem dos inimigos que ameaçam sua vida, o que é péssimo quando ele os encontra em becos escuros. Sua toalha é customizada e ostenta a máscara da Iniciativa Gambate, empresa criada por ele para levar a cultura Pop a todos aqueles que dela precisarem, estejam onde estiverem. De tempos em tempos ele reverte a polaridade de sua chave de fenda sônica e leva algum compannion para passeios transmídia, seja em eventos, festivais ou programas de TV. No caso de um avistamento, principalmente se The Sumpa for a personalidade dominante, espere o inesperado e corra para sobreviver.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo