Coluna do Professor

He-Man e ThunderCats – Quando Mundos Colidem

Bem-vindos, ilustres fãs de quadrinhos. Hoje vamos falar de um encontro envolvendo dois desenhos animados muito famosos nos anos 80: He-Man e ThunderCats.

O esperado crossover foi publicado entre outubro de 2016 e março de 2017 em 6 edições pela DC Comics. O roteiro é de Lloyd Goldfine e Rob David e a arte de Freddie Williams II.

É importante ressaltar que os fatos mostrados nessa HQ se passam antes do crossover Injustice Vs. Masters of the Universe que já foi analisado nessa coluna.

Caso você não conheça nenhum desses desenhos, vou fazer uma pequena introdução.

He-Man e os Mestres do Universo

He-Man e os Mestres do Universo é o nome de um desenho animado que fez muito sucesso nos anos 80. Ela conta as aventuras de He-Man, herói do planeta místico Etérnia e defensor do Castelo Grayskull.

Em sua identidade secreta, ele é Adam, príncipe de Etérnia. Apenas a Feiticeira, Mentor, o mago Gorpo e sua mascote, o tigre falante Pacato, conhecem seu segredo.

Quando ergue a Espada do Poder e diz “Pelos Poderes de Grayskull. Eu tenho a Força! ”, o príncipe Adam se transforma em He-man e o Pacato se transforma em seu aliado, o Gato Guerreiro. Juntos com os Mestres do Universo, defendem o planeta Etérnia.

O principal inimigo do He-Man é o feiticeiro Esqueleto. Ele deseja ter acesso aos segredos do Castelo Grayskull.

ThunderCats

O desenho dos ThunderCats, que também é dos anos 80, conta a história de gatos humanoides que viviam no planeta Thundera.

Como ele estava prestes a explodir, o rei Claudius, soberano do planeta, acomodou em uma espaçonave seu filho, o garoto Lion-O e mais sete súditos: Panthro, Cheetara, Tygra, Willy Kit, Willy Cat, Snarf e Jaga, o mentor do grupo. Claudius não pôde embarcar porque teve de controlar a nave remotamente.

No espaço, a nave foi atingida por raios dos Mutantes, inimigos dos Thundercats. Enquanto nossos heróis foram colocados em câmaras de animação suspensa, Jaga ficou no comando da nave avariada e acabou morrendo, já que a jornada em busca de um planeta habitável demorou muitas décadas.

Os Thundercats desembarcaram em um planeta conhecido como Terceiro Mundo e, para a surpresa de todos, notaram que o garoto Lion-O havia envelhecido, tornando-se um jovem adulto, devido a um problema em sua câmara de animação suspensa. Ele se tornou líder dos Thundercats e portador da Espada Justiceira que possui o Olho de Thundera.

Em sua forma astral, Jaga continuou sendo mentor do grupo.

O principal inimigo dos Thundercats é o mago Mumm-Ra e seus aliados, os Mutantes.

O Crossover He-Man e ThunderCats

Como não existe previsão da HQ ser publicada no Brasil, vou fazer um resumo da história. Mas cuidado: contem spoilers

A Trama.

Os Antigos Espíritos do mal estavam frustrados com Mumm-Ra, seu lacaio. Afinal, o vilão sempre fracassava em suas tentativas de derrotar os ThunderCats e tomar posse da Espada Justiceira. Por isso, dão uma nova missão a Mumm-Ra: ir para Etérnia e tomar posse da Espada do Poder de He-Man.

Os Antigos Espíritos do Mal fizeram com que a órbita do Terceiro Mundo se aproximasse de Etérnia, o que provocou terremotos nos dois planetas.

Jaga, em sua forma astral, apareceu na Toca dos Gatos, fortaleza dos ThunderCats. Disse que os ThunderCats deveriam ajudar na defesa de Etérnia, pois caso o planeta fosse destruído, o Terceiro Mundo teria o mesmo destino.

Disfarçado como a Feiticeira, Mumm-Ra abordou o príncipe Adam no momento em erguia a sua espada para se transformar no guerreiro He-Man. Ele atendeu ao pedido de sua aliada e lhe passou a espada. Então, Mumm-Ra revelou seu disfarce e trespassou a Espada do Poder no peito de Adam. Adam não morreu porque tocou na espada e conseguiu se transformar no He-Man, enfrentando o vilão.

De repente, Mumm-Ra foi transportado para a Montanha da Serpente, esconderijo do Esqueleto, portando a Espada do Poder. Ali, ficou sabendo que os Antigos Espíritos do Mal tinham se aliado ao Feiticeiro de Etérnia. Em troca, o vilão prometeu que iria libertá-los da Pirâmide Negra, esconderijo de Mumm-Ra.

O Esqueleto transformou o corpo de Mumm-Ra em cinzas e o ingeriu. Desse modo, conseguiu erguer a Espada do Poder e ter o poder de Grayskull, ficando com uma roupa que lembrava a do He-Man.

Desprovido do poder de Grayskull, He-Man se transformou no príncipe Adam. Devido ao ferimento fatal em seu peito, morreu nos braços do rei Randor, seu pai.

Enquanto isso, os ThunderCats invadiram a Montanha da Serpente e confrontaram o Esqueleto. De posse do poder de Grayskull, o vilão os derrotou facilmente. Durante o confronto com Lion-O, usou a Espada do Poder para cegá-lo de um dos olhos.

Percebendo que o Esqueleto estava ligado a Mumm-Ra, Lion-O fez com que o vilão visse seu reflexo na Espada Justiceira. Como essa é uma das fraquezas de Mumm-Ra, o vilão se descontrolou e sumiu, deixando a Espada do Poder.

Sem a espada, o Esqueleto perdeu o poder de Grayskull.

Lion-O pegou a espada e foi para a capital de Etérnia para devolvê-la a Adam. Contudo, Lion-O descobriu que o príncipe estava sendo velado. Todo o reino tomou conhecimento de que Adam e He-Man eram a mesma pessoa.

Subitamente, Eternia foi atacada por quatro seres gigantes. Eram os Antigos Espíritos do Mal. Estavam usando discos do poder do Esqueleto. Isso lhes garantia que tivessem uma forma física ao mesmo tempo em que estavam sob o comando dos vilões. Esqueleto e Mumm-Ra haviam se aliado.

Diante da tragédia que assolava o reino, Lion-O colocou o cadáver de Adam em uma nave e foi para o Terceiro Mundo. Mais precisamente, na pirâmide de Mumm-Ra. Afinal, já que o vilão utilizava o sarcófago do local para se regenerar, talvez faria o mesmo com outras pessoas.

Enquanto aguardava o resultado da empreitada, Lion-O usou o Olho de Thundera da Espada Justiceira para transformar a mascote de Adam, o tigre falante Pacato, em uma espécie de Gato Guerreiro e ele deu conta dos mutantes que estavam no local.

“Pelos poderes de Grayskull!”, gritou Adam, transformando-se no He-Man dentro do sarcófago. Entretanto, ele carregava em si uma fúria insana e passou a combater Lion-O. Finalmente estava ocorrendo a batalha reunindo duas das mais famosas espadas da cultura pop: a Espada do Poder e a Espada Justiceira.

Lion-O tentava fazer com que He-Man voltasse ao normal, mas não havia como. Por isso, resolveu evocar a Visão Além do Alcance e mostrou para o Herói de Etérnia Mumm-Ra e Esqueleto, cada um sentado em um trono. Os aliados dos heróis escravizados ou mortos. Essa visão fez com que He-Man voltasse a si. Em seguida, os dois embarcaram em rumo a Etérnia.

Enquanto isso, o exército de Etérnia, com a ajuda dos ThunderCats, tentava, sem sucesso, impedir que os Antigos Espíritos do Mal avançassem rumo ao Castelo Grayskull, ao mesmo tempo que enfrentavam os aliados de Esqueleto e Mumm-Ra.

Dentro do castelo, a Feiticeira recebeu a visita de Jaga em sua forma astral. Ele lhe contou que os discos do poder faziam parte do tesouro de Thundera. Ele revelou que os mesmos objetos estavam sendo usados para que os Antigos Espíritos do Mal tivessem forma física e fossem controlados pelos vilões.

Depois de uma árdua batalha, os ThunderCats e seus aliados conseguiram destruir os discos do poder dos Antigos Espírito do Mal. Eles perderam sua forma física e deixaram de ser uma ameaça.

As comemorações pelo sucesso duraram pouco, já que Esqueleto e Mumm-Ra misturaram suas essências, tornando-se um novo ser: Mumm-Ator, que derrotou o exército do bem e adentrou o Castelo Grayskull.

Quando He-Man e Lion-O desembarcam em Etérnia, viram que seus aliados estavam inconscientes próximos do castelo e foram para o seu interior. Não estavam preparados para a terrível visão: Mumm-Ator sentado no trono de Grayskull com a Feiticeira subjugada no chão.

O vilão estava de posse do Orbe do Poder, artefato que contém todo o poder de Grayskull. Contudo, precisava da Espada do Poder para abrir o orbe e poder controlar o Multiverso.

Enquanto os dois heróis lutavam contra Mumm-Ator pelos mais diversos Multiversos, a Feiticeira usou o que lhe restava do seu poder para fazer com que os ThunderCats e o exército de Etérnia voltassem a si e pudessem derrotar os aliados de Mumm-Ra e do Esqueleto.

Durante o combate, Mumm-Ator conseguiu tomar posse da Espada do Poder e começou a abrir o orbe. Lion-O então lhe feriu no pulso e o vilão soltou a espada. Entretanto, o orbe estava se abrindo.

Nossos heróis tiveram a ideia de combinar a energia da Espada do Poder com a Espada Justiceira e um raio atingiu o vilão, desintegrando-o. O orbe, por sua vez, se fechou novamente.

A vitória fez com que a paz voltasse a reinar em Etérnia e os ThunderCats retornaram para o Terceiro Mundo.

Espero que tenham gostado dessa aventura, ilustres fãs de quadrinhos. Caso queiram conhecer mais histórias sobre os ThunderCats e He-Man, deixem nos comentários.

Até breve!

André Costa

André Costa, 44 anos. Professor de Inglês em escola regular, escritor, tradutor. Apreciador da Cultura Nerd em geral, principalmente de quadrinhos de Super-Heróis. Autor do livro Cavaleiro das Trevas: Uma Leitura Sócio-Cultural e Ideológica do Batman. Tá sabendo da novidade? Somos parceiros da Amazon. Vai comprar na Amazon? Utilize o código: canalmetali06-20! e dê uma força para o canal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo