Cineclube

Blankman – Um Super-Herói Muito Atrapalhado (1994)

Como seria o Batman se ele fosse negro, pobre e um pouco fora da casinha?

Blankman – Um Super-Herói Muito Atrapalhado talvez responda a essa pergunta. Conhece esse filme?

Lá no comecinho dos anos 90, Damon Wayans e David Alan Grier faziam um tremendo sucesso no seriado In Living Color, que tinha o próprio Wayans e J. F. Lawton no roteiro.

Devido ao sucesso, eles foram sondados para escrever algo para os cinemas. Lawton, que já havia escrito Uma Linda Mulher, estava com algum prestígio e levou o colega de série com ele.

Foi aí que a dupla veio com a ideia do Nerd delirante Darryl Walker (Damon Wayans), que foi criado pela avó ao lado do irmão, o cínico cinegrafista Kevin Walker (David Alan Grier).

Sua avó resolve participar do comitê eleitoral do candidato a prefeito Marvin Harris (Christopher Lawford) e acaba morrendo quando Michael Minelli (Jon Polito), o vilão do filme decide eliminar o desafeto.

BLANKMAN, Robin Givens, Damon Wayans, 1994, (c)Columbia Pictures

Heróis nascem de traumas:

Traumatizado com a perda e guiado pela lembrança da série Batman de 1966, Darryl decide assumir uma identidade heroica e usar todo o tipo de sucata para combater o crime.

Ele vira uma mistura de Batman com o Homem de Ferro da sucata. Ele cria várias engenhocas retrotecnológicas ridículas que usa para combater o crime. Um bom exemplo é o Robô J5, que sempre rende cenas divertidas.

Pode-se dizer que Blankman é o sucessor espiritual da série estrelada por Adam West. É um filme pop, com uma história absurda, cheia de planos de câmera diferentes, vilões com motivações questionáveis, armadilhas…

Exageros:

É tudo tão exagerado que tem um pouco de tudo e de nada ao mesmo tempo.

Pra você ter idéia, o filme tinha uma versão do J. Jonah Jameson de cadeira de rodas interpretado por Jason Alexander. Larry Stone, o chefe escroto de  Kevin e  Kimberly Jonz (Robin Givens), o interesse amoroso de Darryl/ Blankman.

Nesse filme, Waymans, que é conhecido pelo material mais família mostra que se dá muito bem com sátira e paródia. Ele joga tudo em seu liquidificador criativo e nos entrega um filme extremamente engraçado que não se leva a sério e cria situações bem absurdas para seus personagens.

Uma comédia rasgada e sem noção:

O que esperar de um filme em que o nome do protagonista é homem vazio ou zero a esquerda?

E foi assim que o filme foi encarado. Ele fracassou bonito lá fora e é mais um dos casos de filmes/séries que fazem sucesso no Brasil, mas não fizeram em seus países de origem.

Na verdade, nem no Brasil… Temos boas lembranças dele porque em algum momento, ele foi colocado na programação da Globo entre os anos 90 e o começo dos 2000.

Ficou curioso em ver mais do trabalho de Wayans antes de Eu, a Patroa e as Crianças? Corre atrás que você não vai se arrepender.

Alexandre D´Assumpção

Segundo o Guia do Mochileiro das Galáxias, Alexandre D’assumpção, ou The Sumpa, é praticamente inofensivo. Apesar de todas as lendas a seu respeito, ele é apenas um professor Nerd, redator, roteirista de quadrinhos e audiovisual que nos anos 80 pediu carona para uma cabine azul e desde então, tem vivido suas aventuras através do espaço/tempo. Para facilitar a viagem, tornou-se mestre Zen na arte de ter um rosto tão comum que todos sempre o cumprimentam imaginando se tratar de outra pessoa; normalmente ele mesmo. Dono de uma péssima memória, ele nunca se lembra de detalhes importantes como rostos, grupos que passou nem dos inimigos que ameaçam sua vida, o que é péssimo quando ele os encontra em becos escuros. Sua toalha é customizada e ostenta a máscara da Iniciativa Gambate, empresa criada por ele para levar a cultura Pop a todos aqueles que dela precisarem, estejam onde estiverem. De tempos em tempos ele reverte a polaridade de sua chave de fenda sônica e leva algum compannion para passeios transmídia, seja em eventos, festivais ou programas de TV. No caso de um avistamento, principalmente se The Sumpa for a personalidade dominante, espere o inesperado e corra para sobreviver.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo