Notícias

14/05: estreia “Mr. Dreamer”, de Pedro Sirotsky, na Globoplay

DOCUMENTÁRIO MR. DREAMER ESTREIA DIA 14 DE MAIO NA GLOBOPLAY

Documentário de Pedro Sirotsky é uma reflexão sobre o tempo,

sonhos deixados para trás e sonhos possíveis em face de uma pandemia

“O que você está fazendo com sua vida?”. Esta é a principal provocação do documentário Mr. Dreamer, que estreia em 14 de maio na Globoplay. O docudrama explora com profundidade as angústias do mundo contemporâneo ao relatar a história do empresário que interrompeu seu sonho na juventude, e agora luta contra o tempo e a pandemia para reencontrar sua essência.

Pedro tinha 17 anos em 1973, quando começou a trajetória no rádio e na TV que o consagrou como um influente comunicador de seu tempo. Em 1979, no auge do sucesso do seu programa, Transasom, ele abandonou a carreira que amava e assumiu um cargo executivo na empresa de comunicação da família.

Livre para sonhar novamente depois de quatro décadas, Pedro articula um plano para superar a escolha que o deixou “hibernando nas cavernas do mundo corporativo”: viajar pelo mundo para conhecer jovens que amam a música como ele amava quando era jovem. Daí surge o projeto “Mr Dreamer”, concebido originalmente em um formato de série, onde cada episódio corresponderia a um destino geográfico de Pedro em busca de seu sonho deixado para trás. “Este documentário é o novo divisor de águas da minha vida.  Uma forma de morte e renascimento”, define Pedro Sirotsky. 

A primeira parada é Dublin, onde o protagonista divide experiências de vida inesquecíveis com uma talentosa geração de jovens músicos. Quando está pronto para a próxima viagem, a pandemia inverte os itinerários: em vez de ir a Los Angeles, Pedro é obrigado a se isolar em sua casa, em Santa Catarina. Entre a solidão e a ansiedade, ele mergulha numa auto-reflexão: “Ainda é possível sonhar em um mundo em que é difícil respirar?”. 

Produzido por Pedro Sirotsky e Flávia Moraes, dirigido por Flavia Moraes, com roteiro e textos de Marcélo Ferla, o docudrama Mr. Dreamer foi gravado em Dublin, em setembro de 2019, e na Praia da Barra/SC e Porto Alegre/RS, em setembro de 2020. Os registros feitos durante a pandemia seguiram um formato inédito, totalmente adaptado aos novos tempos, no modo remoto, com a equipe de  filmagem no Brasil e a diretora trabalhando de forma online, em Los Angeles.

FICHA TÉCNICA MR. DREAMER

Direção: Flavia Moraes

Escrito por: Marcélo Ferla

Produção: Robin Bensinger e Vica Nabuco

Produção executiva: Pedro Sirotsky e Flavia Morais

Fotografia: Pedro Rocha

Engenheiro de som: Fernando Basso

Edição: Laura Brum

Primeira realizadora brasileira a associar-se ao Directors Guild of America, Flavia Moraes foi premiada nos principais festivais do mercado audiovisual internacional, Cannes, Clio, London Awards, The New York Festival e FIAP, além de ganhar três vezes o Prêmio Caboré, no Brasil.
Com seu primeiro longa de ficção, Beijo Ardente (1984), a diretora ganhou os prêmios de Voto Popular do FestRio e Melhor Vídeo no FestVídeoBrasil/MIS.  Em 1990, ela criou a Filmplanet, produtora referencial da época dourada da propaganda brasileira, com uma notável trajetória no mercado nacional e internacional, com operações em São Paulo, Rio de Janeiro, Los Angeles, Buenos Aires e Santiago do Chile. Além de um impressionante número de filmes publicitários, Flavia Moraes dirigiu music-vídeos, DVDs e concertos, como Quatro Estações (Sandy & Junior), 30 Anos de Coragem (Chitãozinho & Xororó), Cartola para Todos, NegaLora (Claudia Leitte), além dos shows de abertura do Rock’nRio de 2001 e 2011. 
Nos palcos ela também assinou Quedate Conmigo esta Noche, a montagem portenha do premiado texto de Flavio de Souza, sucesso de crítica e público em Buenos Aires, além do média metragem Paixão Cigana, que integra o espetáculo teatral Luar em Branco e Preto, de Lauro Cesar Muniz. Para a televisão, Flavia Moraes inovou o modelo de produção independente ao dirigir e produzir as mini-séries ToFrito (MTV, Band) e Galera Animal (TVGlobo), desenvolvidas para a Nestlé, que inauguraram o conceito de branded content na TV brasileira, dirigiu A Teu Lado Leve, capítulo da série Fronteras, produzida pelo realizador argentino Juan Campanella para a TNT, e documentários como Sou Meninos do Morumbi e Dalai Lama no Brasil. Para o cinema, ele dirigiu uma trilogia de filmes a partir da obra do escritor Luis Fernando Veríssimo, o longa- metragem Acquária, e o episódio que representou o Brasil no filme World Champion Stories, sobre a cultura do futebol em países vencedores de Copas do Mundo, chamado A Regra do Jogo. Mais recentemente, como Diretora de Inovação do Grupo RBS, liderou a realização de um extenso estudo sobre o futuro da Comunicação: The Communication(R)evolution, que reúne estudiosos e acadêmicos das principais universidades do mundo, e que norteou o reposicionamento de importantes veículos do grupo, além de inspirar Flavia na criação e desenvolvimento do canal experimental OCTO, que testou novos formatos e padrões, com foco em branded content, conteúdo colaborativo e real-time-marketing. Radicada em Los Angeles desde 2016, a diretora se dedica atualmente a projetos autorais, cujo propósito inspire transformação e outras formas de olhar, como “Mr. Dreamer” e “Visions in the Dark”, em fase de finalização.

Sobre Pedro Sirotsky

Pedro Sirotsky tem 64 anos e respira música desde que nasceu. Nos anos 1970, com apenas 16 anos, começou a trabalhar na comunicação, como programador musical da Rádio Gaúcha AM, e depois como apresentador do programa de rádio e TV “Transasom”; nos anos 1980 criou a Rede Atlântida FM e o selo RBS Discos, e assumiu o cargo de diretor da Rádio Gaúcha AM e RBS Rádios; nos anos 1990 criou a Itapema FM e assumiu a vice-presidência do Grupo RBS em SC; nos anos 2000 se tornou sócio da editora de livros de arte Toriba, em São Paulo, lançou sua biografia, “Lembra do Transasom?” (L&PM, 2007), e integrou o Conselho do WWF Brasil, por 9 anos. Em 2021, continua sonhando com música.

Sobre Marcélo Ferla

Marcélo Ferla, jornalista, radialista e escritor, atuou como divulgador da gravadora Warner Music para o RS; editor de música do jornal Zero Hora (RS); editor de Repertório da revista Única (SP); editor-chefe das revistas de música Frente (SP) e DJ World (SP); locutor e gerente artístico da rádio Ipanema FM (RS); gerente artístico da rádio Oi FM (RS); colaborador dos jornais Folha de S.Paulo (Ilustrada) e das revistas Rolling Stone, GQ, Bizz, Criativa, Trip, Bizz, Superinteressante, Quem, Criativa e National Geographic, entre outras; diretor da rádio web minima.fm e colunista da rádio web Oi FM; curador de festivais de música como Gig Rock e PARC, e de eventos como FILE – Santander Cultural, palestrante de eventos como o TED Farroupilha e em escolas como Perestroika; coordenador do Red Bul Music Academy para o Rio Grande do Sul. Desenvolveu projetos de conteúdo para Coca-Cola, Schincariol, West Coast, Tramontina, Azaleia, Unisinos, UniLassale, Feevale, Rossi, Paquetá, Sabemi, Detran/RS e Grêmio Foot-Ball Porto-Alegrense, entre outros. Criou o site de cultura pop Antenna.

É diretor da Sub20 – conteúdo sonoro, empresa dedicada a produzir podcasts e audiobooks. Entre os mais de 10 livros que escreveu, estão Música Eletrônica (Superinteressante/Abril), Segredo Rebelde (Futuro), Lembra do Transasom? (L&PM), Futebol, a Paixão do Brasil (c/ outros autores, Clube dos 13), e A Obra Inteira de Uma Vida – Nenhum de Nós (Ed. Belas Letras)

Canal Metalinguagem oficial

Somos um facilitador de conversas. Quer puxar assunto com seus amigos nerds? Nos visite diariamente e nunca ficará sem assunto. Gostou? Quer falar conosco ?Estamos em todas as redes sociais. Nos mande um sinal de fumaça que responderemos com prazer.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo